Quadros Elétricos ou Painéis Elétricos


LIGUE AGORA: 011 3858.7788


                                                           vendas@platinaautomacao.com.br

Na Platina Materiais Elétricos você vai encontrar as principais marcas do mercado:


   

Fale com um de nossos consultores e confira os
melhores preços do mercado: Fone e Email
 

LIGUE AGORA: 011 3858.7788

Quadros Elétricos ou Painéis Elétricos, Automação e Instalação. 

·         Instalamos apenas os quadros que fornecemos! 

Com uma mão de obra verdadeiramente profissional extremamente competente a Platina Materiais Elétricos oferece o que há de melhor no mercado.

Projetos sob medida e que atendem todas as suas necessidades em segurança e qualidade.

LIGUE AGORA: 011 3858.7788

Fique atento!

Em qualquer instalação elétrica, devemos saber como realizar os procedimentos correspondentes à execução de um projeto elaborado previamente, em conformidade com as especificações previstas na NBR 5410 (norma que regulamenta as instalações elétricas em baixa tensão) e NR-10 (segurança em instalações e serviços em eletricidade). A energia que chega até nossas residências provém da rede de distribuição da concessionária, que seria a companhia de eletricidade responsável pelo fornecimento desse serviço.

No caminho até os interruptores e tomadas, essa energia passa pelo quadro de medição que está associado a um equipamento o qual mede o consumo mensal (medidor) e daí então chega através de um ramal de entrada ao chamado quadro de distribuição de onde partirão os circuitos que irão alimentar pontos de luz (ou lâmpadas), interruptores para acionamento das lâmpadas (comandos), tomadas que fornecerão energia aos aparelhos eletroeletrônicos a elas plugados, além de cargas cuja potência é considerada elevada como chuveiros elétricos, máquinas de lavar, forno micro-ondas, etc.

LIGUE AGORA: 011 3858.7788
 

Como funciona a montagem do quadro de distribuição

Para efetuar a montagem de um quadro de distribuição ou QD como é usualmente conhecido, precisa-se saber quais dispositivos o constituem e compreender a função de cada um desses componentes. Lembrando que uma instalação deve ser adequada à sua função e prover de modo seguro e confiável a energia requerida pelos circuitos terminais de carga.

Em primeiro lugar as instalações podem ser classificadas de acordo com o tipo de alimentação do elemento de proteção geral chamado disjuntor. Esse dispositivo é responsável por evitar danos aos circuitos a serem energizados, possuindo uma chave que desliga quando a corrente nominal permitida pela carga for ultrapassada. Nesse caso por questões de segurança a chave desarma protegendo assim as instalações quanto a avarias provocadas por um curto-circuito ou sobrecarga. Abaixo, vemos três tipos de QD (quadro de distribuição) para circuitos monofásicos, bifásicos e trifásicos respectivamente:

Utilizando as legendas DTM para disjuntor termomagnético e DR para disjuntor diferencial residual vemos a configuração básica de cada quadro conforme o disjuntor utilizado.

Montagem do quadro de distribuição Monofásico com DTM

 

 

Montagem do quadro de distribuição Monofásico com DR

 


 

LIGUE AGORA: 011 3858.7788

 

Montagem do quadro de distribuição Bifásico ou Trifásico com DTM
 

 

Montagem do quadro de distribuição Bifásico ou Trifásico com DR


Os disjuntores conforme vimos, servem para proteger os circuitos que alimentam as cargas em todo o ambiente (seja residencial ou comercial). Existem dois barramentos contendo os condutores neutro e de proteção aonde o primeiro deve estar isolado eletricamente do quadro de distribuição e o segundo (de proteção) deve estar acoplado a ele, constituindo, portanto, a proteção dos circuitos contrachoques no contato indevido com superfícies conduzindo energia, sendo que este encontra-se ligado ao aterramento geral da instalação.


 

LIGUE AGORA: 011 3858.7788

 

Fundamentos para a montagem de um Quadro de Distribuição

Para instalar de maneira correta um quadro de distribuição é necessário que o eletricista tenha em mãos ferramentas essenciais que lhe auxiliarão durante o processo de montagem. Seriam elas:

Equipamentos de Proteção Individual (EPI) visando a proteção do instalador:

·         Capacete

·         Máscara

·         Óculos de Proteção

·         Luvas

·         Botas

 

Ferramentas:

·         Alicate universal

·         Alicate de corte frontal

·         Chave de fenda

·         Chave philips

·         Cinta de nylon para abraçadeira

·         Arco de serra

·         Estilete

·         Fita isolante

·         Disjuntores DIN

·         Pente dentado para instalação de FASE

 

13 passos de como executar o procedimento na montagem o quadro de distribuição

 

1)    Identifique o local em que deverá ser instalado o Quadro de Distribuição: essa informação é obtida conforme a leitura do projeto idealizado (layout ou desenho);

2)    Recomenda-se que o Quadro de Distribuição seja chumbado na parede, utilizando a configuração de embutir adequada ao método adotado pelo fabricante citado (existem quadros que sobrepõem a parede);

 

3)    Realiza-se a distribuição dos circuitos terminais com os cabos e fios que irão alimentar as cargas da instalação como lâmpadas, tomadas, chuveiros e demais equipamentos de alta potência. Em seguida esses circuitos já podem ser montados no Quadro de Distribuição;

 

4)    No suporte interno instale os disjuntores DIN conforme indicado pelo fabricante, sendo estes normatizados. Verifique o layout do projeto, efetuando a instalação dos dispositivos e seguindo as instruções nele constantes;

 

5)    Realize a conexão entre os disjuntores através do cabo de alimentação fase, conhecido como sistema jumping, ou por meio de um barramento fase que é encontrado facilmente em lojas de materiais elétricos;

 

6)    Finalizar os circuitos correspondentes de fase, neutro e terra ao disjuntor diferencial residual (que evita a tensão de contato perigosa quando a pressente nos equipamentos) e disjuntor termomagnético (que realiza a proteção dos circuitos contra sobrecarga e curto-circuito);

 

7)    Encaixar o suporte contendo os disjuntores previamente montados nas torres do corpo do Quadro de Distribuição. Em seguida deve-se pôr a tampa por cima que nivelará o encaixe caso ele tenha sido efetuado parcialmente;

 

8)    Montar o suporte no corpo dos barramentos neutro e terra e ajustá-los às laterais do Quadro de Distribuição, verificando se no local em que serão encaixados existe sujeira que possa impedir o encaixe perfeito deles;

 

9)    Fazer a conexão dos fios neutros e terras aos devidos barramentos, além dos fios de alimentação (fase) aos disjuntores que irão proteger os circuitos terminais aos quais deverão ser ligados também;

 

10)  Realizadas todas as ligações, fixe a tampa no corpo do quadro utilizando parafusos (no quadro de distribuição Amanco existe uma trava com gravações “A” que representa o estado em que o parafuso está aberto e “T” representando o estágio em que ele encontra-se travado);

11)  Colar abaixo de cada disjuntor um adesivo que identifique seu uso;

 

12)  Se não forem utilizados todos os espaços para disjuntores, cubra as superfícies em aberto com tampa para disjuntores (tampa cega);

 

13)  Encaixar a tampa do quadro por cima (nesse caso a Amanco possibilita a abertura dela em dois sentidos).

 

Seguindo esse passo a passo, poderá ser instalado de forma adequada o seu quadro de distribuição. Lembre-se de contratar um profissional qualificado (eletricista) para execução dos procedimentos, visando a segurança e garantia quanto a realização do serviço.

Conte conosco!
LIGUE AGORA: 011 3858.7788